Futuros ciberataques podem custar US$ 121 bilhões para a economia mundial

Nos últimos meses, o mundo passou por uma série de ataques cibernéticos e, embora eles tenham sido globais, foi possível evitar danos mais significativos do que a perda de documentos e vazamento de dados.

No entanto, um relatório da Lloyd's of London em parceria com a Cyence, uma empresa de modelagem de riscos, afirma que um grande ataque cibernético mundial poderia desencadear uma perda média entre US$ 4,6 bilhões e US$ 53 bilhões, sendo que as perdas reais podem chegar a US$ 121 bilhões.

Além disso, conforme relata o VentureBeat, até US$ 45 bilhões dessa soma podem não ser cobertos por políticas cibernéticas devido a insuficiências de empresas.

Para chegar a esse número, o relatório levou em conta um hackeamento hipotético em um provedor de serviços em nuvem, juntamente com ataques cibernéticos devastadores em sistemas operacionais geridos por grandes empresas.

Estima-se que o ataque do ransomware WannaCry, em maio, teve um impacto econômico de US$ 8 bilhões, enquanto o vírus “NotPetya”, de junho, causou US$ 850 milhões em custos econômicos.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ