Tudo o que você precisa saber sobre as TVs 8K

As TVs 4K mal chegaram ao mercado e a indústria (pelo menos para os lados da Ásia) já se movimenta para começar a promover um novo padrão: o 8K. No Brasil elas ainda não chegaram, mas para não perder o bonde da tecnologia, já deixamos aqui tudo o que você precisa saber sobre a altíssima definição desses painéis.

O que é o 8K? Como se compara aos padrões 4K e HD?

Você pode pensar que uma TV de 8K é o dobro da resolução de uma TV 4K, mas, por causa do complicado método de medir a resolução, isso não é verdade. O termo 8K refere-se à resolução horizontal da TV, isto é, quantos pixels passam pela tela da esquerda para a direita. As TVs 8K têm o dobro de pixels horizontais, mas têm quatro vezes mais pixels do que 4K - e 16 vezes mais do que 1080p - quando você olha para toda a área da tela.

Reprodução

As resoluções completas são assim:

  • Uma TV 720p (ou HD) é medida em 1280 pixels de largura por 720 pixels de altura.
  • Uma TV de 1080p (também conhecida como Full HD ou FHD) é medida em 1920 × 1080 pixels.
  • Uma TV 4K (Ultra HD ou UHD) é medida em 3840 × 2160 pixels.
  • Uma TV 8K é medida em 7680 × 4320 pixels.

Uma coisa que é fácil de detectar é que, após a resolução de 720p, a cada novo padrão, os pixels horizontais e verticais dobram. E ao dobrar o número de pixels em ambas as direções é o que leva a um salto tão grande na contagem geral deles.

Devo comprar uma TV 8K nesse momento?

Por enquanto, como dissemos, elas ainda não chegaram ao Brasil. E mesmo quando chegarem, vão custar muito caro. As TVs 4K estão finalmente começando a ter preços acessíveis. O modo HDR ainda está em uma guerra de padrões, mas, cada vez mais, os aparelhos estão oferecendo as duas opções deste modo. E o HDR continua a ser um recurso separado da resolução, portanto, ainda dependerá do fabricante implementá-lo. Se você for comprar uma nova TV, ela deve ser uma TV 4K HDR; não é preciso esperar pelo 8K por vários motivos e eles estão listados abaixo:

Não há conteúdo 8K a não ser que você esteja no Japão

Assim como nas TVs 4K quando foram lançadas pela primeira vez (e, em certo ponto, até hoje), há muito pouco conteúdo sendo feito com resolução 8K. Embora alguns filmes tenham sido feitos em nessa resolução, a Netflix e a Amazon ainda estão concentradas em seus esforços contínuos para lançar conteúdos em 4K. E atualmente, nenhum padrão foi acordado para a entrega de conteúdo de 8K para TVs.

Reprodução

Stand da Samsung na Global Innovations Show - IFA 2018, Berlim, Alemanha / crédito: Grzegorz Czápki, Shutterstock

O Japão introduziu um canal de transmissão dedicado ao conteúdo de 8K, e isso nos dá uma ótima visão antecipada dos requisitos complicados. Para desfrutar de qualquer mídia nessa resolução, você precisará de uma TV que seja compatível com a tecnologia, um satélite dedicado para receber a transmissão e, em alguns casos, uma substituição de boosters (amplificadores de sinal), além de caixas de distribuição. Tudo isso é um grande investimento para a maioria das pessoas. O Japão é pioneiro desta tecnologia com planos para transmitir as Olimpíadas de 2020 em 8K.

Upscaling ajuda, mas não o suficiente

Vale a pena notar que as melhores TVs 8K serão capazes de melhorar o conteúdo de baixa resolução, o que fará uma enorme diferença. Muitas TVs 4K já fazem isso, fazendo com que o conteúdo 1080p pareça melhor do que é. O upscaling compensa a falta de conteúdo em 4K e faz com que ele não precise assistir filmes em 1080p com uma borda preta enorme ao redor deles.

A melhor maneira de descrever isso é pensar em smartphones. Quando telefones de tela grande com altas resoluções começaram a sair, era quase chocante como a imagem poderia ficar boa. Aplicativos que estavam sem brilho em um telefone menor de repente pareciam lindos. Até mesmo os sites pareciam ter sofrido uma transformação quando a página em si não havia mudado.

Se você está acostumado com um iPhone 6 e tem um iPhone XS hoje, ficará impressionado com a diferença. E é isso que as TVs 8K vão oferecer se elas vierem com um algoritmo decente de aprimoramento. A Samsung, em particular, tem trabalhado no upscaling de 8K e as revisões iniciais são extremamente promissoras. Mas este é um recurso já encontrado em TVs 4K de alta qualidade, por isso não é um motivo exclusivo para comprar um modelo de 8K.

Transmissão ao vivo em 8K será problemática

O streaming em 4K já é difícil. Normalmente, você precisa ter pelo menos uma conexão de 30 Mbps para assistir a uma transmissão em 4K e, em boa parte do país, isso ainda é muito caro. Sabendo que 8K tem quatro vezes o númedo de pixels de 4K, a necessidade de uma internet de alta velocidade é ainda maior.

Testes preliminares mostraram que um único fluxo de 8K exigirá um mínimo de uma conexão de 70 Mbps, uma velocidade que não é uma opção para muitas pessoas. E se você começar a considerar vários acessos simultâneos dentro de uma casa, até mesmo uma conexão gigabit teria seus limites testados.

Considerando que Netflix, Amazon e outros provedores de streaming ainda têm um longo caminho a percorrer para oferecer conteúdo 4K, o conceito de oferecer fluxos de 8K parece muito distante. Mas quando eles vierem, apresentarão seus próprios obstáculos, desde a tecnologia necessária até o limite que o provedor de internet nos impõe. A solução atual do Japão nem funciona em uma configuração terrestre, mas requer uma infraestrutura de satélites complicada.

As TVs de 8K terão um preço inicial muito elevado

Todos sabemos que uma nova tecnologia de TV sempre começa muito cara e cai de preço ao longo do tempo. Quando as TVs 4K chegaram ao mercado, elas geralmente estavam na faixa de R$ 15 mil. A boa notícia é que as TVs 8K estão estreando a um custo menor desta vez, já que parte da tecnologia de painéis será utilizada nas TVs de 8K. Mas ainda assim chegarão a um preço alto. 

Portanto, mesmo quando as TVs de 8K chegarem por aqui, o mais adequado ainda será comprar uma TV de 4K. Ou, se o preço delas cair, será possível pensar em um sistema de som melhor, uma TV 4K com menus rápidos e até tecnologias mais avançadas, como a Samsung tem com o Smart Things, em que é possível automatizar ações. Por exemplo, quando você chegar em casa, a TV é ligada automaticamente, porque o aplicativo do celular interage automaticamente pela localização.

Produzir qualquer novo produto tecnológico em larga escala é muito difícil no início. Somente com o tempo e com as vendas aumentando, os custos podem ser reduzidos. Em um futuro próximo, as TVs serão semelhantes aos smartphones, em que você vai querer a melhor tecnologia de tela tanto na parede quanto no seu bolso. Mas ainda estamos no ponto em que a segunda melhor tecnologia irá atendê-lo perfeitamente.

Então, existe algum benefício para a maioria em uma TV 8K?

O benefício para resoluções mais altas é que ele permite que você se sinta mais perto da tela, especialmente à medida que o tamanho da tela aumenta.

Uma tela muito grande de 1080p (digamos, 70 polegadas) parecerá terrível se você estiver bem perto dela. Você precisará estar sentado bem longe para não notar os pixels. Uma TV 4K melhora isso, mas se você tiver uma TV de 70 polegadas, você ainda deve sentar-se a cerca de três metros para obter a melhor experiência.

Se você estiver em uma casa antiga com uma sala de estar tradicional ou um apartamento menor, isso pode ser um problema, mas, uma TV de 8K com 70 polegadas, permitirá que você se sente muito mais perto da TV e ainda veja detalhes nas imagens. Essa proximidade é como ter uma experiência mais imersiva e semelhante ao cinema. E se você tiver uma sala pequena ou estreita, você não terá que se preocupar em levar o sofá longe o suficiente da TV para tirar o máximo proveito dela.

Mas, mesmo nesse cenário, é recomendável comprar uma pequena TV 4K HDR. Vai custar muito menos, e você verá benefícios muito mais cedo. Se for possível gastar mais, encontre uma TV que suporte ambos os padrões HDR e tenha um ótimo processamento de upscaling. Considere OLED para um contraste melhor.

As TVs 8K também oferecerão o melhor em tecnologia de tela. A Sony está exibindo uma TV de 8K que pode atingir 10 mil nits. Nits é uma medida de brilho e, para uma comparação rápida, as TVs mais brilhantes disponíveis comercialmente agora atingem cerca de 4 mil nits. Ao mesmo tempo, esta TV é OLED, que também pode atingir os tons mais escuros. Tudo isso vai proporcionar uma experiência muito mais vívida e realista.

A Samsung está oferecendo benefícios semelhantes em suas TVs de 8K, além de implementar as novas técnicas de upscaling mencionadas anteriormente. Ele incluirá recursos adicionais, como um modo Ambiente, que ajusta a tela à iluminação da sala ou permite que ela se misture à parede quando não estiver em uso. Isso é semelhante a um recurso encontrado no Google Home Hub, mas dimensionado para até 85 polegadas.

Cada TV 8K é um avanço em recursos, capacidade de processamento e até componentes mais sofisticados do que qualquer TV 4K do mercado atualmente. Por todo o seu vasto custo, as TVs 8K trazem o melhor da imagem, mesmo quando você não está vendo um vídeo nessa resolução. Mas, para o consumidor médio, os benefícios provavelmente não serão vistos em casa ainda por alguns anos.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ